Planejamento de marketing: 5 dicas para montar o seu em 2022

O planejamento de marketing é uma estratégia essencial para empresas de todos os portes, pois serve como embasamento para as ações que serão executadas pela equipe futuramente. Todas elas são construídas através de uma análise completa do ambiente interno e externo do negócio, tais como:

  • Mercado e concorrência;
  • Principais características do público alvo;
  • Resultados obtidos com estratégias anteriores;
  • Oportunidades de melhoria ou possíveis desafios.

O principal objetivo dessas análises é estabelecer metas estratégicas para o crescimento da empresa e, consequentemente, os investimentos necessários para atingi-las. Dessa forma, evita-se ações que provavelmente não seriam bem sucedidas, poupa-se custos e tempo.

Mas, para que o planejamento de marketing seja bem sucedido, é preciso que ele siga algumas etapas. Neste guia, reunimos 5 dicas para quem está construindo seu planejamento de marketing na estética ou irá iniciá-lo em breve. Então, aproveite as orientações para não errar na hora de definir suas próximas estratégias. Confira!

Dicas para executar um planejamento de marketing na estética

Antes de começarmos, é preciso ressaltar que todas as etapas possuem um papel estratégico. Portanto, não deixe de executar nenhuma das análises que serão propostas nesta publicação! Vamos as dicas:

1.    Faça uma análise dos anos anteriores

A primeira etapa de um planejamento de marketing é sempre olhar para trás! Dessa forma, será possível fazer uma análise dos resultados e quais as ações contribuíram para eles. Porém, é importante levar em consideração todos os fatores que afetaram seu negócio durante o período analisado, por exemplo:

  • Mudanças no cenário político ou econômico;
  • Transformações no comportamento do seu consumidor.
  • Ações desenvolvidas por concorrentes diretos e indiretos;
  • Novidades ou atualizações do mercado de estética;
  • Tendências que se destacaram ao longo do período analisado.
Análise SWOT no planejamento de marketing
Fonte: rockcontent.com

Através desse levantamento, será possível estabelecer os pontos fracos do seu negócio, como áreas que sofreram mais com crises, estratégias que não foram bem sucedidas etc. E, principalmente, as oportunidades de crescimento que devem ser exploradas nos próximos meses.

Outra vantagem atrelada a essa análise inicial é conseguir fazer um diagnóstico do público alvo, identificando atributos como idade, renda e até mesmo padrões de consumo. Assim será possível utilizar essas informações para construir um perfil que reúne as principais características, necessidades e os canais necessários para alcançar esse público.

Vamos falar um pouco mais a seguir!

2.    Busque conhecer sua persona

Os dados sobre o público alvo angariados na análise anterior servirão para constituir a persona. Para quem ainda não conhece esse termo, trata-se de uma ferramenta do marketing digital em que é construída uma representação fictícia do cliente ideal de um negócio.

A persona é composta por características demográficas, hábitos pessoais, objetivos, desafios e preocupações dos clientes. Ela servirá como um guia para as estratégias de marketing da empresa, pois através desses dados é possível prever as necessidades e até mesmo o comportamento do cliente ao longo da sua jornada de compra.

A persona servirá para tomadas de decisões importantes, por exemplo:

  • Em quais canais de comunicação investir;
  • O tipo de conteúdo necessário para captar esse cliente;
  • Os serviços que eles estão procurando.

Além de outros investimentos que podem ser essenciais na captação do cliente final, sobretudo se tratando de estratégias digitais. Portanto, vale a pena dedicar um tempo para a construção de uma ou mais personas no seu negócio.

3.    Envolva seu time na construção do planejamento de marketing

Nos dois processos anteriores é importante envolver toda a equipe, bem como nas demais etapas do planejamento de marketing. Uma vez que todos possuem informações relevantes para a construção da persona e objetivos que serão definidos ao longo do planejamento.

Investir em um planejamento colaborativo também traz outras vantagens para os resultados e, até mesmo, para o ambiente de convívio da empresa.

Isso porque, ao serem envolvidos nos processos de decisão, os colaboradores se sentem mais motivados a cumprir as ações e metas propostas. Além disso, todos estarão cientes dos esforços necessários para atingi-las, assim cria-se uma estrutura de trabalho com poucas intercorrências.

4.    Defina as metas para o próximo ano

É nesse momento que se define as metas para o próximo ano e não estamos falando apenas de resultados comerciais.

Os objetivos do planejamento de marketing podem abordar desde os resultados em vendas até melhorias de processos, como ampliar o atendimento, conseguir implementar novas tecnologias etc. Porém, é importante que sejam metas realistas e mensuráveis, ou seja, nada de objetivos impossíveis de se alcançar.

Para evitar dificuldades nessa etapa ou erros de construção, a dica é utilizar um método de definição chamado Metas SMART. Nessa teoria, se consideram válidas as metas que respeitarem cinco fatores, sendo:

  • S – specific (específica): as metas devem ser claras para todos os envolvidos;
  • M – measurable (mensurável): é essencial que elas sejam mensuráveis;
  • A – attainable (atingível): nada de metas impossíveis!
  • R – relevante (relevante): as metas precisam fazer sentido para todos;
  • T – time base (temporal): é preciso estabelecer um tempo para sua realização.
Metas SMART no planejamento de marketing
Fonte: exitusrh.com.br

Faça um check-list das metas, se elas tiverem as cinco características citadas anteriormente, então vale a pena seguir em frente. Mas, não tente burlar nenhum dos pontos! Cada uma dessas características é importante para a construção de objetivos que realmente façam sentido para o negócio.

Quem conseguir estabelecer verdadeiras metas SMART no planejamento de marketing, terá como resultado uma equipe motivada e objetivos alcançados.

5.    Aposte um plano de ação detalhado

A quinta e última dica desta publicação é mais prática que as anteriores: o plano de ação. Nesse documento se registram todas as ações necessárias para atingir os objetivos definidos no planejamento de marketing.

Por exemplo, uma das metas é aumentar o volume de vendas no primeiro semestre em até 15%. Quais ações são necessárias para atingi-las? Investir nas redes sociais? Em anúncios no Google? Aumentar a equipe comercial? 

Todas as etapas devem ser descritas no plano de ação, bem como os responsáveis pela execução.

Organize o material em conjunto com a equipe e crie uma planilha colaborativa, assim será possível acompanhar e analisar cada uma das etapas sempre que for necessário. Como conclusão, será possível estabelecer um planejamento de marketing bem estruturado, colaborativo e com metas que realmente fazem sentido para seu negócio.

Agora basta colocar em prática todas as dicas para construir um planejamento de marketing na estética de sucesso! Lembre-se de compartilhar esse arquivo com seu time, assim todos poderão trabalhar em prol de um único objetivo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Abrir conversa
Fale com uma consultora
Fale com uma consultora.