Abordagem com foco no bem-estar da mulher é nova tendência nos consultórios ginecológicos.

As mulheres estão cada vez mais conquistando o seu espaço, quebrando tabus e mostrando todo o seu potencial. Mas tudo isso, sem deixar a vaidade e os cuidados de lado, claro!

Atenção com a beleza, com a pele e atividades físicas já fazem, há algum tempo, parte da rotina dessas mulheres modernas. Mas uma região do corpo tem ganhado a atenção delas, especialmente nos últimos anos, a área íntima.

Mas, por ser uma região muito específica e delicada, não é qualquer profissional que está apto para realizar esses tratamentos. O rejuvenescimento íntimo deve ser feito somente por médicos ginecologistas com conhecimentos específicos nesses cuidados.

Por ter tido uma crescente demanda nos últimos anos por parte das pacientes, muitos ginecologistas buscaram formação específica e conhecimentos relacionados para poder tratar essas pacientes de uma forma diferenciada e poder oferecer a elas tratamentos específicos para resolver problemas que, tanto são relacionados à estética, quanto a disfunções fisiológicas.

A partir daí, a ginecologia ganhou uma nova vertente, que tem tido cada vez mais espaço nos consultórios, a Ginecologia Regenerativa Funcional. Movimentos também tem surgido em apoio a essa nova abordagem de atendimento, como é o caso do “Intimate Health”, criado pelo centro de pesquisa avançado em Medicina Estética Sublime Med, que viu essa tendência nos atendimentos ginecológicos.

Uma das principais propostas desses ginecologistas é cuidar de uma forma mais abrangente da saúde das pacientes, que em sua maioria, só procuravam o consultório pela manifestação de algum sintoma ou para fazer o chek-up anual, mais por obrigação do que por vontade própria. O foco nesse atendimento passa a ser na qualidade de vida da paciente e em seu bem estar físico e emocional.

As tecnologias que foram surgindo nesse mercado vieram para agregar muito para esses médicos, que tiveram nelas grandes aliadas para tratamentos íntimos estéticos e, mais importante ainda, para problemas funcionais como atrofia, incontinência urinária, disfunção sexual, dentre outras doenças.

Duas tecnologias podem ser consideradas como divisoras de águas dentro da Ginecologia: o laser e, mais recente, a radiofrequência. Esses tratamentos são alternativas muito eficientes para problemas que antes eram tratados somente com hormônios ou medicamentos.

No Brasil existem equipamentos de primeira linha, com os quais conseguimos desenvolver uma melhora na qualidade de vida dessas mulheres, não tratando somente a sexualidade ou estética, mas acima de tudo a parte funcional. Um deles é o BHS 156 Enygma, desenvolvido pelo departamento médico da Body Health e que através de uma radiofrequência tetrapolar multifrequencial trabalha em 360° por todo o canal vaginal, além de trabalhar também a estética da parte externa da vulva.

 

Quer conhecer essa tecnologia que está revolucionando a área de Ginecologia Regenerativa? Preencha o formulário abaixo e receba mais informações.