Perguntas e Respostas sobre Depilação a Laser

Provavelmente você é daquelas pessoas que preferem ficar livre dos pelinhos indesejáveis que insistem em nascer pelo corpo. Tudo bem que sua função principal é benéfica para o organismo, uma vez que ajuda a controlar a temperatura corporal e proteger a pele de agentes nocivos. Mas eliminá-los se tornou sinônimo de limpeza e higiene.

E, por ser o método mais duradouro para essa eliminação, a depilação a laser tem dominado a preferência de quem busca resultados de excelência.

Mas, como todo procedimento estético, é normal que surjam algumas dúvidas a respeito desse tema. Por isso, listamos abaixo as dúvidas mais comuns e vamos explicar uma por uma para você!

A depilação a laser dá resultados já na primeira sessão?

Sim! Os resultados da depilação a laser já podem ser percebidos desde a primeira sessão. Mas calma, não fique achando que após a primeira sessão ficará livre dos pelos. O processo de destruição do pelo é gradual a cada sessão, por isso geralmente são indicadas até 10 sessões, dependendo da área e tipo de pelo.

A depilação a laser é um processo progressivo, pois os pelos são “destruídos” quando estão na fase de crescimento. Mesmo em uma área com poucos fios, nem todos estão crescendo ao mesmo tempo. Por isso a cada sessão, somente uma quantidade de fios é eliminada.

O método a laser é definitivo?

Por mais que os resultados sejam prolongados, é incorreto chamarmos a depilação a laser de definitiva. Isso porque, por fatores hormonais, alguns pelos, mesmo que poucos, podem voltar a nascer. Por isso, são indicadas sessões periódicas de manutenção, para inibir esse novo crescimento.

Para que os resultados sejam os mais duradouros possíveis, é muito importante a escolha da tecnologia certa e de um bom profissional para realização do tratamento.

Depilação a laser dói?

Essa questão varia muito de acordo com a sensibilidade do paciente, já que uns são mais resistentes e outros mais intolerantes a dor. Mas, por trabalhar com ondas luminosas que causam efeito térmico na pele, a depilação a laser causa sim um certo desconforto.

Mas a sensação de incômodo é sentida somente durante a sessão. No período após o procedimento ela não acontece. O que às vezes pode ocorrer é vermelhidão e irritação, em alguns casos, principalmente nas pessoas mais sensíveis.

Essa sensação, além de variar conforme a sensibilidade, varia também de acordo com o equipamento e tecnologia utilizados, já que alguns já são criados pensando em minimizar a dor e aumentar o conforto durante a sessão, como é o caso do Laser Crystal 3D, que tem um exclusivo sistema de resfriamento local, que causa um efeito anestésico na pele.

Grávida pode fazer depilação a laser?

Por não existirem estudos científicos que comprovem os malefícios da depilação a laser em gestantes, esse é um tema muito controverso. É sabido que o laser tem uma penetração superficial na pele, atingindo somente milímetros além da epiderme, o que não oferece risco para o bebê.

Entretanto, durante a gravidez o organismo da mulher fica totalmente alterado e o aumento dos hormônios faz com que haja um risco maior de hiperpigmentação da região.

Para aquelas grávidas que desejam se submeter a sessões de depilação a laser, o mais recomendado é se orientar com o médico obstetra em relação aos benefícios e possíveis contraindicações, de acordo com cada caso.

Quem amamenta pode fazer depilação a laser?

A depilação a laser é um procedimento liberado para as lactantes. A luz emitida durante o tratamento não tem efeito nenhum sobre a qualidade do leite materno, nem interfere na sua quantidade.

O que não é indicado é o uso de pomadas anestésicas, que algumas mulheres utilizam para minimizar os desconfortos da sessão, pois suas substâncias podem afetar o leite. Nesses casos, o profissional capacitado deverá orientar a lactante sobre o que pode e o que não pode ser usado.

O tratamento com depilação a laser faz mal?

Os equipamentos disponíveis hoje no mercado para depilação a laser são muito seguros e não fazem mal para a saúde do paciente. O que é muito importante para que a sessão seja realmente livre de riscos é a escolha de um bom profissional para realizá-la, já que a parte da aplicação é fundamental para o sucesso e segurança do tratamento.

Por mais que o equipamento seja totalmente seguro e eficiente, se o tratamento for realizado por profissionais não capacitados há riscos  de intercorrências como queimaduras, por exemplo.

Seguir as recomendações do profissional pré e pós tratamento também é fundamental para que não haja riscos.

LEIA TAMBÉM: Depilação a Laser e Luz Pulsada: qual é a opção mais procurada e por quê?

A depilação resolve foliculite?

A foliculite é a inflamação dos folículos pilosos, estruturas nas quais os pelos nascem e crescem. Essa inflamação é motivada por infecção bacteriana, fúngica, viral ou até mesmo pela inflamação de pelos encravados. Esse problema cutâneo se manifesta em formato de pequenas bolinhas vermelhas, salientes que podem apresentar também pus, parecendo pequenas espinhas.

Por se tratar de um problema que acomete os pelos, ao se realizar a eliminação dos mesmos através da depilação a laser, a foliculite pode sim ser atenuada, ou até mesmo, eliminada, causando um grande alívio para quem sofre com esse problema, que pode causar coceira e dor na região afetada.

A depilação a laser em pele negra é possível?

É sim! Antigamente a depilação a laser em peles negras era bastante arriscada. Isso acontecia porque o laser é feito para ser atraído pela melanina do pelo e, em pessoas de fototipo mais alto, a pele também contém grande concentração de melanina. Isso dificultava muito a ação do laser e causava queimadura na pele.

Mas, hoje em dia, há equipamentos mais modernos em que é possível regular o comprimento e a intensidade da luz. Dessa forma, permitem que os tratamentos sejam eficientes e seguros para qualquer tipo de pele.

Fazer depilação íntima a laser dói?

Assim como dito acima, a sensação de dor varia de pessoa para pessoa. A região íntima normalmente é mais sensível do que as demais. Além disso, os pelos da região são mais grossos, o que faz com que o laser seja mais absorvido pela melanina do pelo. Isso pode sim fazer com que o desconforto seja maior.

Mas, em compensação, pela absorção ser maior, o tratamento nessa região tem resultados mais rápidos e perceptíveis com menos sessões.

Posso usar pomada anestésica para depilação a laser?

Se o paciente é menos tolerante à sensação causada durante a sessão de depilação a laser, pode sim usar pomadas anestésicas no local em que será realizado o tratamento.

O tipo de pomada deve ser indicado pelo profissional responsável pelo tratamento, assim como a sua forma de aplicação para que seu efeito seja o máximo durante a sessão.

As pomadas podem minimizar o desconforto, mas em alguns equipamentos mais modernos, há alternativas que resfriam a pele e anestesiam a região, para tornar a sessão mais confortável possível, é o caso do Laser Crystal 3D, por exemplo.

Depilação a laser dá câncer?

Esse é um dos principais mitos quando se trata de depilação a laser. A luz utilizada nesse método de eliminação duradora dos pelos é inofensiva e não corre o risco de danificar o DNA das células – essa danificação é que leva ao surgimento do câncer, como acontece com a radiação de raios-x e raios ultra-violeta, por exemplo.

A luz utilizada na depilação a laser não penetra nas camadas mais profundas e é focada para destruir somente a melanina do pelo, logo deixa intacto as demais estruturas a sua volta.

Essa método de depilação queima a pele?

O risco de queimadura existe somente por erro de aplicação, quando o profissional aplica uma potência superior ao indicado ou por um tempo superior ao suportado na região.

Por isso é muito importante a escolha de um bom profissional na hora de realizar o tratamento.

Depilação deixa a pele escura?

Em situações normais não! A depilação a laser pode causar manchas e deixar a pele mais escura somente em casos em que houver intercorrências, como as queimaduras.

Já outros métodos de depilação (como cera, lâmina e cremes depilatórios) tem mais chances de escurecimento da região, já que podem causar atrito, lesão, irritação e fricção na área depilada. Isso pode causar, como consequências a longo prazo, a hipercromia (aumento localizado do tom da pele).

A depilação a laser clareia a pele?

O objetivo da depilação a laser não é clarear a pele e sim eliminar os pelos. Mas, a diminuição dos fios faz com que os outros métodos de depilação vilãos do escurecimento da pele, como os citados acima, parem se ser utilizados. Isso faz com que as agressões à pele da região diminuam e a tendência é que ela fique com o tom mais uniforme.

Enfim, essas são algumas das dúvidas mais comuns que ouvimos sobre depilação a laser. Caso tenha outras dúvidas, mande-nos uma mensagem no campo de comentários abaixo.

Compartilhe!