Vai fazer depilação e tem dúvidas sobre como ficam os pelos no pós depilação a laser? Nossa especialista explica tudo que você precisa saber.

Para aqueles que gostam de ter uma pele lisinha e livre de pelos, existem diversas técnicas para atingir esse objetivo. Cada um dos tipos de depilação é diferente na forma de ser realizada, mas também se distinguem pelo mecanismo de ação.

Alguns métodos são mais duradouros, outros nem tanto. E o método que tem os melhores resultados e a maior durabilidade é a depilação a laser.

Mas você já parou para pensar o que acontece com o pelo no pós depilação a laser? O que faz com que esse tipo de depilação seja praticamente definitivo? É justamente isso que vamos te explicar aqui!

Fases de crescimento do pelo

Uma coisa muito importante que devemos saber para entender o que acontece com o pelo no pós depilação a laser é a fase de crescimento do pelo.

Os pelos têm um ciclo de crescimento em 3 fases, que definem qual o contato que o pelo tem com o seu folículo:

  • Anágena: essa é a fase de crescimento do pelo. Nela, há o total contato entre a raiz do pelo (papila) e seu folículo. Aqui o pelo é totalmente saudável e suas células têm uma atividade permanente. É a fase mais importante para que o laser haja na eliminação do pelo no pós depilação a laser. A fase anágena tem duração de 2 a 8 anos e determina o comprimento do fio.
  • Catágena: nessa segunda fase, já não temos mais total contato entre a raiz do pelo e seu folículo e também já não existe atividade das células, o que faz com que o pelo não cresça mais. É considerada uma fase de transição e tem duração de, em média, 3 semanas.
  • Telógena: é a fase de repouso do folículo, quando o fio começa a cair. Enquanto o fio antigo repousa, um novo fio (na fase anágena) é responsável por “empurrá-lo” para fora do bulbo. Esse processo dura cerca de 3 meses.

Mecanismo de ação do laser

Como visto acima, a fase correta para que haja a ação do laser para a eliminação do pelo é a fase anágena.

O pelo é todo coberto com melanina, que é o cromóforo responsável por dar cor a esse pelo. Quando há o disparo dos feixes de luz do laser, a energia é absorvida por essa melanina e transformada em calor, sendo encaminhado até o folículo, que é o “alvo” da energia recebida.

Esse calor causa desnaturação tanto da melanina presente no pelo, quanto do seu folículo. Assim, esse pelo não consegue mais ser nutrido e não terá como nascer outro fio.

Além de haver a desnaturação do folículo pós depilação a laser, ocorre também a destruição da saliência, que é responsável por regenerar o folículo e fazer com que ali nasça um novo pelo.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:
👉 Depilação definitiva existe? Mitos e verdades sobre o procedimento
👉 Laser Diodo, Alexandrite e ND Yag: como o Laser Crystal 3D trabalha os 3 comprimentos de onda na mesma ponteira?
👉 Depilação a Laser e Luz Pulsada: qual é a opção mais procurada e por quê?

O pelo no pós depilação a laser

Com todo esse processo descrito acima, após a depilação a laser, o pelo cai sem vida a partir de 15 dias depois da sessão. E se ele é atingido na fase anágena, não vai nascer nenhum pelo mais naquele local.

É importante destacar que nem todos os pelos do corpo se encontram na mesma fase de crescimento e esse ciclo é permanente enquanto o bulbo capilar estiver ativo.

É por isso que se justifica a pausa entre as sessões a partir de 30 dias, para que o pelo, que no momento da sessão não se encontrava na fase correta (anágena), consiga se desenvolver durante esse tempo e alcance a fase correta na próxima sessão.

Se você quer ter acesso a mais desses conteúdos científicos, se inscreva no nosso canal do YouTube e receba as notificações toda vez que um novo vídeo sair, com algum assunto que certamente será interessante para você.