Sabe aquela sensação de peso nas pernas ou aquelas marcas da pressão que ficam nos pés ao fim de um longo dia de trabalho, ao tirar a meia ou o sapato? Essas são situações comuns e que, geralmente, são causadas pela retenção de líquidos.

O responsável por eliminar o excesso de fluidos dos tecidos e dos órgãos é o sistema linfático. Esse sistema é composto por uma rede de vasos e capilares linfáticos que drena esse excesso, chamado de linfa, e o leva até a corrente sanguínea.

Qualquer disfunção no funcionamento desse sistema faz com que haja um desequilíbrio na eliminação do excesso de líquidos, fazendo com que ele se acumule no tecido intersticial, resultando em edema, dando à região um aspecto inchado e brilhante.

É aí que entra a indicação da drenagem linfática, uma técnica para estimular essa eliminação dos líquidos acumulados.

Se você sofre com esse problema, vamos abordar, agora, tudo o que você precisa saber sobre a drenagem linfática corporal. Vamos lá?

O que é drenagem linfática corporal

Como já dissemos, a drenagem linfática é uma técnica capaz de ajudar o corpo a eliminar o excesso de líquidos e toxinas, que por algum desequilíbrio no sistema linfático, se acumulou no organismo. Esse acúmulo pode acontecer no corpo ou no rosto.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a drenagem linfática tem como objetivo aumentar o volume e a velocidade da linfa a ser transportada pelos vasos e ductos linfáticos, por meio de manobras que imitem o bombeamento fisiológico. Com isso, esses líquidos são redirecionados para o sangue, filtrados pelos rins e eliminados do corpo através da urina.

Embora colabore na perda de medidas, a drenagem linfática corporal não emagrece, pois não elimina a gordura localizada. Mas, por eliminar os líquidos que causam inchaço, há sim uma perda de volume na região.

A drenagem linfática corporal é muito utilizada no pós-operatório de cirurgias, para prevenir os edemas.

É também uma técnica distinta de outros métodos de massagem. Isso porque não produz hiperemia, dor ou eritema e por utilizar pressões extremamente suaves e lentas. Caso haja o excesso de pressão, os capilares linfáticos podem ser lesionados.

VOCÊ TAMBÉM PODE SE INTERESSAR POR:
👉 O que é Criofrequencia e como funciona o tratamento que elimina definitivamente a flacidez e a gordura localizada
👉 Como o Ultrassom Focalizado influencia nos resultados contra gordura localizada
👉 5 benefícios da depilação a laser com o Laser Crystal 3D

Benefícios da drenagem linfática corporal

Vários são os benefícios da drenagem linfática corporal, sendo os principais:

  • Redução da retenção de líquidos
  • Ativação da circulação sanguínea
  • Combate à celulite
  • Aumento da oxigenação dos tecidos
  • Favorecimento da eliminação de toxinas
  • Aumento da absorção de nutrientes por meio do trato digestório
  • Melhoria das condições de absorção intestinal
  • Aumento da hidratação e nutrição celular
  • Reabsorção mais rápida de hematomas e equimoses.

Para quem a drenagem linfática corporal é indicada?

A drenagem linfática corporal é indicada para quem tem:

  • Retenção de líquidos/edema
  • Circulação sanguínea de retorno comprometida
  • Edema gestacional e tensão pré-menstrual
  • Fibroedemagelóide, mais conhecido como celulite
  • Cicatrizes hipertróficas e queloidianas
  • Hipertensão
  • Reumatismo
  • No período pré e pós cirúrgico
  • Tensão corporal.

Tipos de drenagem linfática corporal

A drenagem linfática corporal pode ser feita de forma manual ou mecânica.

A manual é feita por profissionais devidamente habilitados, que realizam com as mãos manobras suaves e lentas, que devem obedecer ao trajeto do sistema linfático superficial.

Já a drenagem linfática mecânica usa algum tipo de aparelho para potencializar esse processo.

Esses aparelhos não são invasivos e, geralmente, possuem um sistema de endermologia e rolamentos para realizar a sucção da região, bem como estimular uma atuação mais profunda no tecido. Essa ação potencializada pode, inclusive, ter alcance na gordura localizada e musculatura.